Çciclopédia:Acolhimiento para lhusófonos

De Çciclopédia
Saltar pa: nabegaçon, percura
Lang-pt2.gif
Sejam bem-vindos à "Biquipédia"!

Esta página é dirigida aos wikipedistas lusófonos que querem colaborar neste projeto.


O que é o mirandês?[eiditar]

Placa toponímica bilingue na aldeia de Genísio/Zenízio.

O mirandês é uma língua românica falada por cerca de 15 mil pessoas no extremo nordeste de Portugal.

Pertence ao grupo asturo-leonês que engloba a língua falada durante a Idade Média no antigo reino de Leão. Mas enquanto que, com o passar dos séculos, a língua quase desapareceu do lado espanhol da fronteira, do lado português persistiu até aos dias de hoje, principalmente no concelho de Miranda do Douro.

O mirandês foi amplamente estudado pelo ilustre linguista português José Leite de Vasconcelos nos finais do século XIX e inícios do século XX, sendo oficialmente reconhecido pela Assembleia da República portuguesa em 1999. No mesmo ano, numa iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Miranda do Douro e do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa, foi aprovada a Convenção Ortográfica da Língua Mirandesa que, com a Adenda de 2000, fixou as regras ortográficas desta língua irmã.

O que é a Çciclopédia?[eiditar]

Biquipédia, a Wikipédia mirandesa.

Çciclopédia é a designação da Uncyclopedia mirandesa. Foi criada em 19 de júlio de 2011 como uma iniciativa de proteção e promoção da língua. Tal como todos os outros projetos da Uncyclomedia Foundation, a Çciclopédia depende do trabalho de muitos voluntários que dedicam uma parte do seu tempo ao aumento e melhoria constante desta enciclopédia em língua mirandesa.

O modo de funcionamento geral da Çciclopédia é exatamente o mesmo da Uncyclopedia lusófona mas, como é evidente, aqui todos os textos estão redigidos em lhéngua mirandesa. Um lusófono não terá dificuldades de maior em ler e entender um texto mirandês. No entanto, escrever com um mínimo de correção é um desafio demasiado ambicioso para quem não domina a língua.

Como posso colaborar não sabendo mirandês?[eiditar]

Como a Çciclopédia está ainda a dar os primeiros passos, faltam-lhe ainda muitos dos artigos mais elementares. Por isso, toda a ajuda é muito bem-vinda. Como orientação, estão abaixo indicados os passos a dar:

  1. Começa por consultar a lista dos 1.000 artigos que todas as Wikipédias devem ter e seleciona um tema do qual ainda não exista artigo. Para facilitar a tarefa, à frente de cada artigo em falta, a sigla (pt) indica o artigo equivalente em português.
  2. Copia o texto do artigo equivalente da Çciclopédia lusófona para um editor de texto (Word ou similar) e faz algumas adaptações básicas:
    1. Lembra-te que, em mirandês, não se usa você nem vocês, mas apenas tu e vós.
    2. Lembra-te de substituir os brasileirismos[1] que eventualmente possam existir no artigo pelos lusismos[2] equivalentes: comboio em vez de trem; autocarro em vez de ônibus; telemóvel em vez de celular; frigorífico em vez de geladeira; portagem em vez de pedágio, guarda-redes em vez de goleiro, etc. (vê mais exemplos).
    3. Como o mirandês foi uma língua rural e que, durante séculos, só se transmitiu pela via oral, não possui determinados vocábulos mais sofisticados comuns entre nós. Por isso, substitui possuir por ter; atingir por chegar; efetuar por fazer; falecer por morrer; cessar por acabar; surgir por aparecer; deter ou aprisionar por prender; ignorar por não saber; etc.
  3. Feitas estas adaptações básicas, copia o texto para o tradutor pertués -> mirandés, colocando-o no retângulo de cima, onde se indica "Testo an Pertués:". Na opção "Bariedade?" podes optar por uma das variantes da língua, ambas consideradas corretas: o "sendinés" (usado na vila de Sendim) ou o "central ó raiano" (a variante considerada maioritária). Instantaneamente surgirá uma tradução automática do texto no retângulo de baixo, "Mira a ber que tal:". Copia o texto traduzido para a nova página que estás a criar na Çciclopédia. Como se trata de uma tradução automática, antes de clicares em "Grabar páigina", revê o texto tendo particular atenção aos seguintes pormenores:
    1. Sendo esta uma wiki recente, a Biquipédia não tem muitos modelos (conhecidos por predefinições na Çciclopédia lusófona e templates na anglófona) comuns noutras Çciclopédia. Assim sendo, deves retirá-los do novo artigo ou, em alternativa, criá-los na Biquipédia.
    2. O tradutor automático é cego a alguns aspetos importantes: por exemplo, todos os nomes são automaticamente adaptados (Bartolomeu Dias fica Bartolomiu Dies; Diogo Cão fica Diogo Perro; etc.), alterando links a imagens (um ficheiro chamado "Kingdom of Victory.svg" é automaticamente transformado em "Kingdon of Bitory.sbg") e referências bibliográficas. É, pois, necessário corrigir todos estes erros involuntários.
    3. Apesar de se dever manter as grafias originais de nomes como Luís Vaz de Camões, Barack Obama ou Édith Piaf, os nomes de papas, santos e reis devem ser vertidos para mirandês — exemplos: Juan Poulo II, Santo Antonho, Fonso Anriqueç (vê a lhista de nomes mirandeses) — bem como os topónimos — exemplos: Miranda de l Douro, Lhisboua, Moscobo, Riu de Janeiro, Eisrael.
    4. No cimo da nova página é necessário colocar o modelo {{TraduçonOuto}} para que um falante nativo de mirandês possa, logo que possível, fazer uma revisão manual ao texto, corrigindo e melhorando a redação em mirandês.
  4. Por fim, grava a nova página.

Com estes passos simples, qualquer lusófono pode contribuir para fazer perdurar uma língua ancestral em pleno século XXI. Os mirandeses e todos os cidadãos preocupados com a preservação do património cultural da humanidade agradecem-te!

Notas[eiditar]

  1. Brasileirismo: palavra, locução ou construção usada exclusiva ou preferencialmente no Brasil. Exemplos: trem, ônibus, celular, geladeira, pedágio, goleiro, etc.
  2. Lusismo: palavra, locução ou construção usada exclusiva ou preferencialmente em Portugal. Exemplos: comboio, autocarro, telemóvel, frigorífico, portagem, guarda-redes, etc.